Biografia

English Version

 

Em 1977 no Coisas Nossas

Henrique Cazes (Henrique Leal Cazes, Rio de Janeiro 02/02/1959)

Nascido em uma família de músicos amadores (pai violonista e compositor, mãe cantora), começou a tocar violão com seis anos de idade. Gradativamente foi incorporando o cavaquinho, o bandolim, o violão tenor, o banjo, a viola caipira e finalmente a guitarra elétrica, sempre como autodidata.

Estreou profissionalmente em 1976 com o Conjunto Coisas Nossas, que realizou ampla pesquisa sobre a música brasileira dos anos 1920 e 30. Em 1980 passou a integrar a Camerata Carioca, onde trabalhou em contato direto com dois músicos que o influenciaram muito: o bandolinista Joel Nascimento e o maestro Radamés Gnattali.

Em 1988, Henrique iniciou sua carreira de solista de cavaquinho, com o lançamento de seu primeiro disco "Henrique Cazes" (MusiCazes). Neste mesmo ano lançou o método "Escola Moderna do Cavaquinho” (Lumiar Editora), o mais utilizado livro didático do instrumento. Como solista lançou ainda vários discos e se apresentou no Japão, Europa e Estados Unidos. Em 1998 lançou o livro "Choro, do Quintal ao Municipal" (Editora 34), em que resume a história de pouco mais de 150 anos de Choro.



Henrique Cazes em 2003
Nos últimos anos, Henrique Cazes tem se dedicado a projetos que ampliam as fronteiras do Choro como o disco “Bach no Brasil”, a série “"Beatles ‘n'’ Choro"” e o recente CD “"Tudo é Choro”, que mostra músicas de vários países, que trazem parentescos históricos com o estilo.

Sendo considerado o melhor solista de cavaquinho e um dos mais ativos músicos de Choro da atualidade, Cazes tem paralelamente desenvolvido uma premiada carreira de produtor de discos, além de compor trilhas para cinema, teatro e televisão.