Cavaquinho

English Version

 

O cavaquinho é um instrumento de origem portuguesa e o membro mais agudo da família das guitarras européias de tampos chatos.

Assim como foi trazido para o Brasil, o cavaquinho foi levado para outros paises colonizados pelos portugueses, ou onde estes tinham entrepostos comerciais como o Havaí e a Indonésia.

No Brasil o cavaquinho participou, desde meados do século XIX, do nascimento da música popular urbana, tanto na linhagem instrumental que desembocou no Choro, quanto na vocal que gerou o samba.

Como todo instrumento popular o cavaquinho tem diversas afinações, sendo a mais conhecida Ré-Sol-Si-Ré. Em Portugal ainda encontramos:

•Ré-Sol-Si-Mi usada em Coimbra

•Sol-Ré-Mi-Lá chamada afinação para "malhão e vira na moda velha"

•Sol-Dó-Mi-Lá afinação usada na região de Barcelos

A afinação em quintas, como a do bandolim, também tem adeptos.

Embora ainda existam em Portugal alguns bons cavaquinistas, foi no Brasil que o instrumento atingiu o mais alto grau de desenvolvimento, graças a músicos como:

• Nelson Alves (1895/1960) integrante do grupo de Chiquinha Gonzaga e dos Oito Batutas. Autor de Choros como Mistura e manda e Nem ela nem eu.

• Canhoto (Waldiro Frederico Tramontano 1908/1987) presença marcante na história dos chamados "conjuntos regionais".

• Waldir Azevedo (1923/1980) o popularizador do cavaquinho como instrumento solista. Autor dos maiores sucessos instrumentais de toda a história da MPB.

Esses nomes e mais os de Garoto (Anibal Sardinha) e Jonas P. da Silva, entre outros, ajudaram a construir um estilo brasileiro de se tocar cavaquinho, que hoje em dia tem adeptos em várias partes do mundo.

Para obter mais informações sobre o cavaquinho consulte o livro "Escola Moderna do Cavaquinho" (Lumiar Editora) de Henrique Cazes.